quarta-feira, 16 de setembro de 2009

[Conto] 13

“13 horas e 13 minutos. Não contei, mas tenho a sensação esquisita de que caminhei 13 passos até esbarrar-me com um garoto que aparentava 13 anos de idade. Ele estava com uma camiseta branca, com o número 13 estampado nas costas. Eu estava na Avenida Treze de Maio. Tremo com estas coincidências.
Vi um homem comprar uma revista, pagando o dono da banca de jornal com uma nota de 20. Notei o troco: 13 reais. O jogo de futebol que rolava na TV do estabelecimento estava nos exatos 13 minutos do segundo tempo. Pura matemática: o total de tempo de um jogo é de 90 minutos, 45 para cada parte. Se contarmos como um todo: 13 minutos do segundo mais os 45 do primeiro = 58 minutos transcorridos de jogo. Daí surge o tal número. Sim, ele mesmo: 5+8=13. Treze! Treze!
Lembrei-me, hoje é dia 1º de março de 2009. Ufa! Foi quando abri os olhos.
O relógio apontava 13 horas e 13 minutos. Dèja vu: estou no mesmo lugar e vejo o garoto se aproximar.
Na banca de jornal à frente, um homem paga uma revista com 20 reais. Não preciso de treze motivos para respirar fundo e acalmar minha pulsação.”

3 comentários:

Ego tripping disse...

Muito bom.

Michilizzi disse...

Valeu!!

Michilizzi disse...

Existe uma "mensagem subliminar", uma "pegadinha" no meu conto. É fácil descobrir...

Se alguém "decifrar" o enigma (!), posta um comentário a respeito!